Menu

Blog

 14set 

Um horizonte melhor na saúde

 

José Tadeu Chechi, diretor-geral do Hospital Dona Helena

O enfrentamento da pandemia mobiliza o planeta há quase um ano e meio. Ainda teremos enormes desafios, com inúmeras dúvidas quanto aos impactos dessa crise no longo prazo. A vacinação evolui e traz um alento. Espera-se que o segundo semestre traga uma redução nas graves estatísticas que vimos nestes últimos meses, mas será necessário que a população mantenha a atenção aos cuidados aprendidos no dia a dia, tão elementares, para evitar o risco de uma nova onda.

Para as instituições hospitalares, a pandemia trouxe um aprendizado muito intenso, na busca da desejada superação desse período difícil. Do ponto de vista da gestão, entre outros aspectos, a fim de garantir o atendimento da demanda crescente, tomamos a iniciativa de ampliar os estoques de insumos, que não poderiam faltar. Ao mesmo tempo, revisamos protocolos e fortalecemos o treinamento das equipes. Hoje, só podemos enxergar um cenário melhor porque nos preparamos para isso.

Uma questão a se consumar é a volta à normalidade nos atendimentos médicos de modo geral. Neste momento, segundo aponta a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), o mercado de saúde vive uma inflexão, depois da queda na procura por procedimentos verificada no auge da pandemia. Em função do isolamento social, tratamentos foram interrompidos, muitas pessoas deixaram de fazer exames preventivos. Os hospitais estão se preparando para um cenário de aumento de casos de doenças crônicas que exigirão atenção. Outro suporte necessário deverá estar voltado a lidar com as perdas emocionais, psiquiátricas, nas milhares de famílias afetadas pela Covid-19. No Dona Helena, implantamos um programa chamado “Vc de Bem”, com a preocupação de manter a saúde mental dos funcionários.

É mais do que previsível, daqui em diante, o aumento da demanda por serviços de saúde, o que exigirá das instituições a oferta de novos mecanismos que permitam o acesso a consultas e exames, por exemplo, a custos mais acessíveis, garantindo tratamento de qualidade. “É nítido o anseio da população para ter acesso à saúde. Com o cenário atual, torna-se ainda mais necessário termos outras formas de entrada no sistema que deem às pessoas mais possibilidades de escolha”, sustenta a FenaSaúde. O Dona Helena está atento a essa expectativa, e lança, neste mês, seu cartão de fidelidade, chamado Clube +Saúde Dona Helena. Ao tornar a saúde mais acessível, estamos cumprindo nossa missão.

Comentários (0)

Os comentários estão fechados.