Menu

Blog

 31jul 

Sono e cansaço podem ser sintomas de neoplasia

 

Hugo Martins de Oliveira, Cancerologista Pediátrico do Hospital Dona Helena

 

Seu filho dorme mais que o recomendado pelo pediatra? Sente cansaço constante ou deixou de fazer atividades rotineiras? Preste atenção na mudança de comportamento. Sintomas tidos como “preguiça” podem indicar doenças como distúrbio do sono, transtornos de humor – depressão e ansiedade –, anemia, insuficiência cardíaca e câncer. A alteração dos hábitos infantis, assim que identificada, deve servir como alerta para pais e responsáveis. É aconselhado procurar um médico para identificar a causa e descartar o diagnóstico de neoplasia.

Neoplasia, também chamada de câncer ou tumor maligno, significa a proliferação (duplicação celular) anormal, autônoma e descontrolada de um determinado tecido do corpo. As doenças neoplásicas mais comuns em crianças e adolescentes são as leucemias, seguidas dos tumores do sistema nervoso central, linfomas (conhecidos como surgimento de grandes ínguas ou linfonodos), tumores renais, ósseos e sarcomas.

Os portadores dessas doenças não possuem um perfil específico, devido a isto é preciso estar atento às crianças com histórico familiar de câncer, malformações congênitas e síndromes clínicas associadas a um maior risco de desenvolvimento de neoplasias. Diferentemente do adulto, o câncer infanto-juvenil ocorre de forma espontânea. Não existe culpado, algo que pudesse ser feito para evitar ou que ocorreu para desenvolver, a maioria está associada mutações genéticas.

O que dificulta o diagnóstico precoce é o fato de a apresentação clínica ocorrer por meio de sinais e sintomas inespecíficos. O quadro clínico inicial é o mesmo visto em doenças benignas frequentes na infância, por exemplo. Além do excesso de sono e cansaço constante, também são sintomas das doenças neoplásicas: febre persistente, perda de peso não explicada, suor noturno, coceira, aumento de volume dos linfonodos (ínguas), aumento do volume abdominal, dores articulares, alteração visual, regressão do desenvolvimento da criança, vômitos persistentes, crise convulsivas, hipertensão arterial, puberdade precoce, alteração do hábito intestinal e urinário e aumento do volume testicular, entre outros.

Atenção: o excesso de sono em crianças e adolescentes pode ser a causa do baixo rendimento escolar, isolamento social e depressão. Porém, para saber o verdadeiro impacto na saúde, é preciso investigar e realizar o tratamento de forma adequada.

 

Comentários (0)

Os comentários estão fechados.