Menu

Blog

Arquivo da Categoria  Sem categoria

14jun

Junho Laranja: um alerta para diagnóstico precoce de anemia e leucemia

O Junho Laranja é uma campanha dedicada para conscientizar a população sobre leucemia e anemia, doenças ligadas diretamente ao sangue, que podem acometer crianças e adultos. A leucemia é um tipo de câncer que atinge os glóbulos brancos, liberando células doentes na corrente sanguínea. São quase 11 mil novos casos por ano, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). A doença se caracteriza pela quebra do equilíbrio da produção dos elementos do sangue, causada pela proliferação descontrolada dos glóbulos brancos que ocupam o espaço destinado à produção normal das células.

Uma de suas consequências é a anemia, que também pode ser causada por outras situações. Ambas necessitam de tratamento e, por isso, a importância do diagnóstico precoce. Em tempos de pandemia da Covid-19, especialistas alertam para a importância de se procurar por ajuda médica em caso de suspeita e dos pacientes não interromperem os tratamentos em andamento.

Leucemia: urgência em se iniciar o tratamento

De acordo com Ana Carolina Cardoso, médica especialista em hematologia e transplante de medula óssea, que integra o OncoCenter Dona Helena, em Joinville (SC), as leucemias podem ser classificadas de algumas formas. “De uma forma geral podemos classificar em agudas e crônicas e de acordo com o tipo de glóbulo branco envolvido (linfocítica ou mielóide). Existem outras classificações mais específicas dentro desses grandes grupos”, observa. Na leucemia aguda, a mais comum da infância, as células malignas se encontram numa fase muito imatura e se multiplicam rapidamente, causando uma doença rapidamente progressiva. Já nas leucemias crônicas, rara na infância, a transformação maligna ocorre em células-tronco mais maduras. Nesse caso, segundo a especialista, a doença costuma evoluir lentamente, com complicações que podem levar meses ou anos para ocorrer.

A origem da leucemia aguda ainda é desconhecida, porém, existem alguns fatores de risco que estão comprovadamente associados. “No caso das leucemias agudas mieloides temos alguns fatores, como tabagismo, benzeno, radiação ionizante, alguns quimioterápicos, Síndrome de Down, história familiar e idade. No caso das leucemias agudas linfoides, uso de alguns quimioterápicos, radiação ionizante, entre outras”, esclarece Ana.

Os primeiros sintomas geralmente são inespecíficos e, na maioria das vezes, os pacientes não apresentam fatores de risco identificáveis. Pela redução de glóbulos vermelhos, pode ocorrer a anemia e, com ela, vem o cansaço, aumento dos batimentos cardíacos, entre outros sintomas associados. A redução das plaquetas ocasiona sangramentos, principalmente pela gengiva e pelo nariz (epistaxe), além de equimoses. Já a redução dos glóbulos brancos aumenta a taxa de infecções. Também pode haver um aumento dos gânglios linfáticos, fígado ou baço, perda de peso, febre e sudorese noturna. “Nas leucemias agudas, a doença progride rapidamente e o tratamento deverá ser iniciado o mais breve possível. Nas crônicas, os sintomas podem ser mais brandos e, por vezes, o paciente poderá ser assintomático”, ressalta a especialista.

Diante da suspeita de leucemia, é importante a consulta com um especialista, que irá solicitar os exames iniciais, para avaliar a gravidade da doença e traçar a melhor conduta para o paciente. O tratamento mais realizado é por meio de quimioterapia, uma soma de medicações que podem ser ingeridas oralmente, via xarope ou comprimido, por meio de injeção ou  via intravenosa. Em alguns casos específicos, utiliza-se a radioterapia, auxílio de cirurgia e o transplante de medula óssea.

Segundo Ana Carolina, portadores de leucemias, principalmente nas formas agudas, em que há necessidade de quimioterapia intensiva, ficam mais propensos a quadros infecciosos. “As leucemias têm urgência para se iniciar o tratamento, por isso, independente do momento em que estamos vivendo, todos os pacientes com suspeita devem ser cuidadosamente avaliados”, ressalta a profissional. A hematologista frisa aos pacientes que fazem quimioterapia ou que estão na fase pós-tratamento que é preciso aumentar os cuidados habituais, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou álcool em gel, manter uma boa ingesta hídrica, uso de máscaras ao sair, além de evitar aglomerações e lugares fechados. “Qualquer sintoma apresentado pelo paciente deve ser relatado ao seu médico assistente, evitando assim idas desnecessárias às emergências”, frisa.

 

Anemia: dieta equilibrada pode prevenir 

A anemia é uma redução na quantidade de hemoglobina, uma proteína presente nas células vermelhas capaz de carrear o oxigênio pelo organismo, no sangue circulante. Existem inúmeras causas. Pode ser ocasionada por doenças da medula óssea que comprometem a produção dos glóbulos vermelhos, sendo uma delas as leucemias. Também pode ser causada por deficiência de nutrientes essenciais para produção de glóbulos vermelhos, como ferro e vitamina B12, por exemplo. A redução da vida útil dos glóbulos vermelhos é outro fator que pode levar à doença. Os sintomas variam, mas os recorrentes são: cansaço, palidez, palpitações, sonolência, formigamento nas mãos e nos pés, falta de apetite e alteração do paladar.

“Em crianças, a anemia está associada ao retardo do crescimento, comprometimento da capacidade de aprendizagem (desenvolvimento cognitivo), da coordenação motora e da linguagem; efeitos comportamentais, como a falta de atenção e fadiga”, aponta Ana. As anemias mais comuns têm cura mas, se não tratada, segundo a hematologista, pode levar ao óbito. “As causas mais comuns de anemia podem ser prevenidas com uma dieta equilibrada em nutrientes e com acompanhamento médico regular”, sublinha.

Segundo a médica hematologista, algumas hemoglobinopatias entram no grupo de risco para adquirir SARS-CoV-2 devido a sua baixa imunidade. “No entanto, grande parte dos casos mostraram uma evolução favorável da infecção pelo novo coronavírus, tendo ocorrido a maioria dos óbitos em indivíduos que possuem, concomitantemente, múltiplas comorbidades. Por isso, é importante sempre conversar com o seu médico para discutir a melhor forma de prevenção e cuidados, incluindo indicação da vacina”, frisa.

 

Sobre o Onco Center Dona Helena

Instalado no primeiro andar do Centro Cínico Dona Helena, o Onco Center, oferece um amplo espaço terapêutico, em que estão instalados os consultórios, os boxes e leitos para infusões e toda a infraestrutura necessária para atender pacientes adultos, nas especialidades de Oncologia, Hematologia e infusão de imunobiológicos e quimioterápicos. Em espaço anexo e exclusivo, ali funciona, também, a Oncohematologia Pediátrica, com atendimento ambulatorial, infusões de quimioterápicos e imunobiológicos, internação e cirurgias.

A equipe é formada por oncologistas, hematologistas, geneticistas, cardio-oncologistas, cirurgia oncológica, mastologistas – entre as várias especialidades que se integram no atendimento a esse tipo de patologia. O cuidado multidisciplinar também foi estrategicamente elaborado para oferecer aos pacientes adultos e crianças toda a atenção e acolhimento no tratamento. A equipe é composta por profissionais de enfermagem, nutrição, fonoaudiologia, psicologia, assistência social, estomatologia (laserterapia), terapia ocupacional e farmácia. O Onco Center também é referência em excelência técnica e científica, com o oferecimento de serviços de aconselhamento oncogenético, para identificação de fatores de risco genéticos, diagnóstico e tratamento em fases iniciais, o que impacta diretamente no melhor resultado ao paciente.

Atualmente o Onco Center está em fase de ampliação. O hospital projeta estender a área, que passará a atender em dois andares do centro clínico.

25mai

Rudolph é contemplada em premiação para fornecedores da Bosch

Fabricante de soluções em componentes mecânicos, com destaque para o setor automotivo, a Rudolph Usinados, de Timbó (SC), conquistou, pela segunda vez consecutiva, o prêmio Magneto de Ouro, entregue pela Bosch aos seus melhores fornecedores, referente ao biênio 2019/2020. O evento, realizado pela primeira vez no formato digital, em função das medidas restritivas para combater a pandemia da Covid-19, homenageou 17 parceiros nas categorias Produtos e Serviços, Materiais Diretos – Soluções para Mobilidade e Destaques. Performance de qualidade, flexibilidade e confiabilidade de entrega e, ainda, performance técnica e econômica são os quesitos avaliados pela indústria, que condecora seus fornecedores a cada dois anos.

“É fundamental contarmos com parceiros que tenham interesse de construir um futuro juntos, criando caminhos e fortalecendo parcerias, especialmente diante de cenários tão desafiadores e imprevisíveis como o que vivemos hoje”, ressaltou, no evento, Giulianno Ampudia, diretor de Compras, Qualidade e Desenvolvimento de Fornecedores da Bosch América Latina. “Estamos muito felizes com mais esse reconhecimento, que nos desafia a trilhar caminhos cada vez mais colaborativos com nossos parceiros de negócios“, ressalta Alex Marson, CEO da Rudolph Usinados.

A fábrica da Rudolph situada em Spišská Nová Ves, na Eslováquia, fornece para várias plantas da Bosch na Europa, sendo a principal cliente da unidade. No Brasil, a empresa catarinense foi a parceira selecionada pela Bosch para o desenvolvimento do projeto colaborativo Indústria 4.0 Smart Retrofit. Com operação em 12 países da América Latina, o Grupo Bosch alcançou faturamento de R$ 6,9 bilhões em 2020. Atua em quatro segmentos: soluções para mobilidade, tecnologia industrial, energia e tecnologia predial e bens de consumo.

13mai

Ciser lança tintas em spray para reformas e decoração

Maior fabricante de fixadores da América Latina, a Ciser, destaque no fornecimento de soluções para indústrias de diversos segmentos, expande seu portfólio, trazendo um novo produto para o mercado: as Tintas Spray Ciser Color. Composta por mais de 40 opções de cores, elas podem ser utilizadas nas mais diversas aplicações, desde restaurações em madeira até a aplicação em metais expostos a altas temperaturas.

A nova linha, que promete trazer mais personalidade para as reformas, projetos e decorações, é dividida em categorias distintas: tintas de uso geral (uso interno e externo), metálicas (uso interno), para altas temperaturas (uso interno e externo) e para o segmento agrícola (uso interno e externo).

Com garantia de qualidade assegurada, passando por análises laboratoriais de acordo com os padrões normativos vigentes, as Tintas Spray Ciser Color são fabricadas nacionalmente, com isenção de chumbo, seguindo padrões rigorosos de controle de processos de produção. As entregas são rápidas e confiáveis, com opção de rastreabilidade.

Diferentes aplicações

As tintas de uso geral são voltadas para uso em ambientes internos e externos. São 25 cores disponíveis, que proporcionam ótimo efeito decorativo e acabamento brilhante, transformando objetos de cerâmica, papel, gesso, alumínio, ferro e madeira. São indicadas para pintura de geladeiras, bicicletas, móveis de aço, brinquedos, objetos artesanais e decoração em geral. A secagem é rápida: leva cerca de 20 minutos.

Já as tintas metálicas têm 13 opções de cores para utilização em ambientes internos. Elas possibilitam um efeito metálico para decorar objetos de papel, gesso e madeira. Também podem ser aplicadas em alvenaria e protegem contra ferrugem.

As Tintas Spray Ciser Color para altas temperaturas são voltadas para uso interno e externo — em objetos ou superfícies metálicas expostas a altas temperaturas, apresentando resistência de até 600°C. Com três opções de cores (branco, preto ou alumínio), elas cobrem e promovem um excelente acabamento fosco. São indicadas para pintura de escapamentos, rodas automotivas, tubulações, chaminés, caldeiras, fogões e até áreas externas de churrasqueiras.

Para o setor agrícola, as tintas especialmente voltadas para o segmento são disponibilizadas em cinco opções de cores, seguindo o padrão das montadoras, e indicadas para diversos tipos de pintura e pequenos retoques em máquinas e equipamentos agrícolas dos principais fabricantes do mercado.

Sobre a Ciser 

Marca de excelência, a Ciser tem capacidade produtiva de 6,6 mil toneladas/mês e portfólio de 27 mil produtos divididos em 500 linhas, para atender clientes em mais de 20 países. Mais de 1.600 colaboradores estão divididos entre as unidades de Araquari/SC e Sarzedo/MG. As instalações se completam com o centro de distribuição e o centro administrativo, situados em Joinville/SC.

Com 61 anos de história, a companhia segue investindo fortemente em inovação tecnológica e conduz ações de responsabilidade socioambiental. Ao longo de seis décadas de investimentos, aquisições e ampliação dos segmentos em que atua, a Ciser se tornou uma das maiores empresas de Santa Catarina. Seus produtos cobrem diversos segmentos, como agronegócio, energia solar, moveleiro, metalmecânico, construção civil, estruturas metálicas, automotivo, linhas branca e marrom, petróleo e gás, eletrônica e varejo da construção civil.

Recentemente, a empresa lançou a Loja Ciser, ferramenta inédita na indústria de fixação, desenvolvida exclusivamente para os seus clientes de todo o Brasil. Para mais informações, acesse: loja.ciser.com.br.

13mai

Ciser lança parafusos Dual Pitch para aplicações de alto desempenho

Indispensáveis para diversos setores, como o automotivo, construção, moveleiro, agrícola, aeroespacial, entre tantos outros, os parafusos necessitam de medidas específicas para que ocorra a união com precisão e segurança. Para atender essa demanda, a Ciser — maior fabricante de fixadores da América Latina, destaque no fornecimento de soluções para indústrias de diversos segmentos — lança mais um novidade para projetos especiais, os parafusos Dual Pitch, ideais para fixações de alto desempenho.

Utilizados em aplicações que consistem na união de chapas finas — linha branca e montadores de painéis elétricos, câmaras acústicas, bebedouros industriais, entre outros equipamentos —, o parafuso é capaz de fornecer maior região de rosca útil para atarraxamento, fixação e travamento.

Seu diferencial está na coexistência de dois passos de rosca distintos. O passo de rosca inicial é de uma rosca autoatarraxante convencional. Já o passo de rosca final (próximo à cabeça) permite maior atarraxamento, garantindo uma melhor união das chapas. Isso confere maior resistência ao arrancamento e maior resistência da rosca ao espanamento na região de atarraxamento, além de melhorar a fixação do parafuso no substrato devido à maior área de rosca engajada (efeito de travamento).

Em 2021, a Ciser dobrou o investimento previsto para o projeto de implantação da Indústria 4.0, quando comparado ao total investido no ano passado. A empresa também está fortalecendo o conceito de ‘Open Innovation’, um modelo de inovação aberta que encoraja empresas a buscarem fontes externas para criar novos produtos e soluções, aumentando a eficiência e competitividade do negócio.

Sobre a Ciser 

Marca de excelência, a Ciser tem capacidade produtiva de 6,6 mil toneladas/mês e portfólio de 27 mil produtos divididos em 500 linhas, para atender clientes em mais de 20 países. Mais de 1.600 colaboradores estão divididos entre as unidades de Araquari/SC e Sarzedo/MG. As instalações se completam com o centro de distribuição e o centro administrativo, situados em Joinville/SC.

Com 61 anos de história, a companhia segue investindo fortemente em inovação tecnológica e conduz ações de responsabilidade socioambiental. Ao longo de seis décadas de investimentos, aquisições e ampliação dos segmentos em que atua, a Ciser se tornou uma das maiores empresas de Santa Catarina. Seus produtos cobrem diversos segmentos, como agronegócio, energia solar, moveleiro, metalmecânico, construção civil, estruturas metálicas, automotivo, linhas branca e marrom, petróleo e gás, eletrônica e varejo da construção civil.

Recentemente, a empresa lançou a Loja Ciser, ferramenta inédita na indústria de fixação, desenvolvida exclusivamente para os seus clientes de todo o Brasil. Para mais informações, acesse: loja.ciser.com.br.

29mar

A importância da ética integrada nas organizações de saúde*

*Carlos José Serapião, médico e coordenador do Instituto de Ensino e Pesquisa (IDHEP) do Hospital Dona Helena, de Joinville (SC)

 

Quando a maioria das pessoas pensa em qualidade nos cuidados de saúde, o faz dirigido à qualidade técnica e à qualidade dos serviços, no entanto, a qualidade ética é igualmente importante. Ela traduz que as práticas através da organização sejam consistentes com padrões éticos largamente aceitos, normas e expectativas de atuação preconizadas. As medidas da performance ética deveriam, rotineiramente, estar incluídas na avaliação da qualidade dos cuidados em saúde.

A ética não se restringe aos cuidados clínicos. Compreende todos os problemas que se apresentem em qualquer parte da organização, como por exemplo: falhas na qualidade ética, na área dos recursos humanos, no controle fiscal, na proteção aos “participantes” das pesquisas etc.

Como então, seria possível determinar se uma organização tem melhor qualidade ética do que outra? Cada colaborador nos cuidados em saúde tem um papel importante nas normas e valores éticos que são repartidos com outros participantes no processo de cuidar.

A denominada Ética Integrada representa o conjunto de atividades desenvolvidas por um ou um grupo de indivíduos de uma instituição de saúde, encarregados de identificar, priorizar e conduzir para a devida solução, as falhas sistêmicas da qualidade ética. Este modelo inovador tem como alvo o núcleo da qualidade ética, possuindo as competências necessárias para constituir um grupo capaz de estender e executar esta Ética, sob a forma de uma estrutura composta por níveis de atuação no âmbito da instituição, resultando no Sistema de Ética Integrada (SEI).

 

Em prol da qualidade ética

 

A ética integrada possui três níveis que definem, em conjunto, a qualidade ética de uma organização de cuidados em saúde: 1) na base, situa-se o nível do ambiente e da cultura ética institucional, o da liderança ética, onde estão os valores, entendimentos, assunções, hábitos e mensagens não escritas; 2) No meio, está o nível dos sistemas e dos processos que orientam e dirigem as decisões — eles só aparecem quando, por algum motivo, requisitamos análise ou consulta ética, é o nível da ética preventiva; 3) Já  ao topo, está o nível da consulta ética, que corresponde às ações e decisões que aparecem na prática diária de uma organização de saúde; nele se encontram a bioética clínica  e as comissões de ética.

 

Quando se fala em liderança ética, entende-se que os líderes são responsáveis por criar, no ambiente de trabalho, uma cultura baseada na integridade, responsabilidade, justiça e respeito. Eles não apenas têm o dever de cumprir suas obrigações éticas fundamentais, mas também de garantir que a equipe da organização seja apoiada na missão de se aderir a altos padrões éticos. Porque a excelência na ética depende não apenas do desempenho dos indivíduos, mas também do desempenho dos sistemas e do ambiente em que os indivíduos trabalham, a liderança ética é fomentadora de um ambiente e cultura ética.

 

O objetivo geral da ética preventiva, por sua vez, é melhorar de forma mensurável a qualidade da ética institucional, identificando, priorizando e abordando as lacunas da qualidade ética que podem surgir, em nível de sistemas. A EP visa sistemas e processos de baixo desempenho para garantir que as práticas em uma organização de assistência médica sejam consistentes com os padrões éticos.

Já a consulta ética é definida pelo Sistema de Ética Integrada nos cuidados de saúde como atividades realizadas por um consultor de ética individual, uma equipe de consultores de ética ou um comitê de ética em nome de uma organização de assistência médica, para ajudar pacientes, provedores ou outras partes a resolver problemas éticos ou preocupações no cenário da assistência médica. O objetivo geral da consulta ética em saúde é melhorar a qualidade da saúde através da identificação, análise e resolução de questões ou preocupações éticas ao fornecer um fórum para discussão e métodos para uma análise cuidadosa e eficaz do caso que demandou aquela consulta.

Uma consulta ética eficaz melhora a tomada de decisão ética, induz a aumentar a satisfação do paciente e do fornecedor, facilitar a resolução de disputas, e ampliar o conhecimento da ética em saúde. A consulta de ética também contribui para uma forte cultura ética, fornecendo um mecanismo para os funcionários apresentarem suas preocupações éticas, especialmente se a consulta for apoiada por líderes experientes.

Para atender às necessidades de pacientes e familiares, funcionários e instituições, a consulta de ética deve ser reconhecida e apoiada adequadamente como uma atividade essencial. Um serviço de consultoria em ética deve estar bem integrado com outros departamentos e programas da instituição e visivelmente apoiado pela liderança, garantindo os recursos (humanos e materiais) necessários para seu funcionamento de maneira eficaz.